Scroll Top

Terapeuta Ensina Potencializar Seu Relacionamento – É Grátis!

Ajudando Júlio Vencer a Ejaculação Precoce

A maior comunidade para Sugar Daddy e Sugar Baby do Brasil

Ajudando Júlio Vencer a Ejaculação Precoce

Ajudando Júlio Vencer a Ejaculação Precoce

Ajudando Júlio Vencer a Ejaculação Precoce.

Comecei a falar sobre a saga que o Júlio e eu enfrentamos para vencer a ejaculação precoce, problema que acometeu o corpinho do meu amor há um tempo atrás.

Então, resolvi falar um pouco mais sobre o assunto, contando como foi que comecei a ajudar o Júlio a vencer a ejaculação precoce, já que percebi que essa é uma questão que atinge muitos homens em pelo menos alguma fase da vida.

Logo depois de irmos pela primeira vez em uma clínica especializada, enquanto o Júlio ainda não tinha feito os exames, durante a consulta o médico comentou que muito provavelmente o problema dele seria por causa de estresse mesmo, e que a solução teria que contar com a minha ajuda.

O Júlio ficou perdido, de início, porque ele pensou que nós iríamos até lá, ele se consultaria e o médico simplesmente receitaria um remédio e então o problema acabaria. Só que não foi muito o que aconteceu, como vocês puderam perceber.

Ele em meio de tanta confusão, acabou me despertando um sentimento de compaixão.

Eu queria fazer com que ele relaxasse, então comentei que eu ia voltar dirigindo, porque precisava passar no mercado e que era para ele tentar tirar um cochilo no carro para tentar se acalmar um pouco.

 

Uma pequena travessura para driblar a ejaculação precoce

Ele topou e saímos do consultório rumo ao mercado.

Tem um supermercado perto da nossa casa que conta com umas vagas estratégicas, onde várias amigas minhas e alguns casais já comentaram que dá para fazer uma sacanagem de leve, sem que ninguém perceba.

Dizem que tem uma ou outra câmera mas o ângulo de visão delas não pega essas vagas.

Pois bem, cheguei no mercado e estacionei em uma dessas vagas.

O Ju estava dormindo, do jeito que eu queria que acontecesse.

Foi então que comecei a desabotoar a bermuda dele, libertei o julinho e passei a agradá-lo com as mãos e depois com a boca.

Ele acordou logo em seguida, meio desnorteado e me perguntando onde raios estávamos e o que raios eu estava fazendo.

Me levantei do colo dele e disse que ele estava tenso demais, e que quis dar um presente, simbolizando que tudo ficaria bem. Ele achou o máximo aquele lugar perigoso, a minha atitude e permitiu que eu continuasse.

Quando estava prestes a gozar, eu parava e o beijava muito; depois de alguns minutos voltava a fazer o oral.

Fizemos assim durante uma meia hora, mais ou menos, que foi o tempo que ele aguentou. Inclusive, disse que tinha sido um dos melhores orais que eu já tinha feito.

O guarda quase pegou a gente, porque na hora em que eu estava saindo do carro – porque realmente precisava passar no mercado – esse segurança estava observando de longe.

Quando passamos ao lado dele, ele comentou “Nossa, vocês demoram para sair do carro quando estacionam, hein? Faz pelo menos meia hora que chegaram!”.

Eu dei uma risadinha e o Júlio pediu para ele ir cuidar da própria vida.

De qualquer forma, eu meio que contei isso para o doutor na consulta seguinte – deixei de fora a parte do estacionamento do mercado -, que eu começava e parava,  mesmo sob os olhares de reprovação do Júlio.

Ora essa, se eu ia ajudar Júlio a vencer a ejaculação precoce, queria ficar sabendo se estava agindo certo!

O médico disse que, basicamente, aquela era uma das principais técnicas exercidas na hora do sexo para evitar a ejaculação rápida.

Mas em um próximo artigo eu conto mais detalhadamente para vocês, meninas.

Permaneçam companheiras dos seus loves, hein? Até o próximo post.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.