Scroll Top

Terapeuta Ensina Potencializar Seu Relacionamento – É Grátis!

Começando Pompoar – Minha Iniciação

A maior comunidade para Sugar Daddy e Sugar Baby do Brasil

Começando Pompoar

Começando Pompoar – Minha iniciação

Começando Pompoar

Olá querida leitora! No artigo de hoje vou falar sobre como foi o começo do pompoarismo na minha vida. A parte sexual não estava lá aquelas coisas, e o Júlio que sugeriu os exercícios para ver se eu gostava, você se lembra?

Hoje já alcancei mais da metade do curso e estou muito feliz com os resultados, que sempre compartilho aqui com vocês.

Porém nem tudo são flores, e os resultados demoraram um pouquinho para chegar. Hoje vou contar a história para você de quando eu tinha acabado de começar a fazer os exercícios, e prometi mais do que deveria para o Ju. Hoje a história é engraçada, mas no dia ele faltou me esganar.

Pompoarismo no início

Estávamos atrasadíssimos para uma festa do trabalho dele, e a festa era toda chique. Faltava uma hora para sairmos e eu ainda não tinha nem tomado banho – detalhe que eu demoro a vida toda para me arrumar.

Essa festa era importante, porque o chefe do Júlio estava procurando uma pessoa para colocar como braço direito e o meu amor era um dos indicados. Ele estava à flor da pele, queria muito o cargo e eu precisava dar um apoio, é claro.

Como o Ju estava extremamente nervoso, resolvi partir para a ação para tentar dar uma relaxada nele. Ia fazer um oral divino, para ele descarregar e ficar mais tranquilo.  No começo ele não queria, porque estávamos atrasados, mas não resistiu.

Estava tão nervoso que não conseguia gozar logo, então resolvi praticar meu primeiro exercício do pompoarismo; o único problema é que eu não tinha treinado direito, nós já havíamos transado aquele dia e ele estava estressado. Resultado: ele acabou broxando.

Isso o deixou mais nervoso ainda, nós ficamos ainda mais atrasados e ele não sabia o que fazer. Eu tentei acalmá-lo, dizendo que a culpa era minha mas que me arrumaria rapidinho e que nós iríamos na festa no horário certo e ficaria tudo bem. Infelizmente, minha mãe me ligou bem nessa hora e disparou a falar. Perdi mais quinze minutos falando com ela no telefone. Só então parti para o banho na velocidade da luz e tentei me arrumar o mais rápido possível.

Acabamos atrasando meia hora, o Júlio estava prestes a brigar comigo quando a vizinha tocou o interfone pedindo uma xícara de açúcar. Dessa vez disse que não dava porque estava com pressa, e corremos para a festa. Sabe qual foi o resultado? O Júlio estava tão nervoso comigo, com a situação e com o dia, que esqueceu que estávamos na sexta, e a festa era no sábado. A anta aqui também esqueceu. Ainda bem, porque minha maquiagem tinha ficado uma porcaria.

Hoje é engraçado, mas no dia foi terrível. A moral da história que deixo para vocês, meninas, é o seguinte: se optarem por começar a fazer os exercícios, não prometam mundos e fundos para seus respectivos parceiros. Esperem até ganhar um pouco mais de resistência e força, aí sim comentem alguma coisa.

Mais um conselho: é melhor deixar para surpreender do que criar expectativas. É como quando estreia um filme do naipe de Os Vingadores, por exemplo, e todo mundo fica falando que o filme é muito bom, que é fantástico, que é o melhor filme de todos os tempos. Você vai no cinema esperando um espetáculo, e muitas vezes o filme decepciona. Por isso criar expectativas não é bom. Então surpreenda, vai ser bem mais gostoso, confie em mim.

Bom meninas, hoje o artigo foi mais para aconselhar as iniciantes. Espero que vocês, assim como eu, estejam gostando e aproveitando muito os exercícios íntimos. Até a próxima!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.