Scroll Top

Terapeuta Ensina Potencializar Seu Relacionamento – É Grátis!

Cremastistofilia em forma de conto

A maior comunidade para Sugar Daddy e Sugar Baby do Brasil

Cremastistofilia em forma de conto

Cremastistofilia em forma de conto

Hoje eu acordei inspirada e, em vez de simplesmente explicar o que é a cremastistofilia, resolvi contar uma historinha para vocês. Para quem gosta de se excitar com contos eróticos, esse é o lugar certo.

Cremastistofilia em forma de conto

Em uma das escolas mais ricas e elitistas da cidade de São Paulo, o professor Paulo dava aulas de matemática. Como se tratava de uma escola de ensino médio, as alunas morriam de amores por ele, porque além de ser um ótimo professor, o sujeito era uma delícia.

Infelizmente, uma delícia 100% apaixonada pela esposa e pelos seus dois filhos, que também estudavam na escola. Ele tinha 1,80 de altura, cabelos grisalhos, um sorriso belíssimo, estava sempre com uma camisa social com dois botões abertos, usava jeans e sapato social. De quebra, ainda usava um cordão no pescoço que deixava seu pescoço ainda mais bonito.

Um grupo de alunas do terceiro ano, na hora do intervalo, avaliava de que forma seria possível ver o professor Paulo peladinho e doido para transar com alguma delas. Eram três meninas; Carmen, Júlia e Carina. Júlia e Carina afirmavam com veemência que era impossível, e que as alunas já tinham tentado de tudo, sem sucesso.

– Vocês são todas umas amadoras, então observem e aprendam. – provocou Carmen.

Carmen era uma ruiva natural de cabelos longos e ondulados. Tinha uns peitinhos lindos, rosadinhos e apetitosos. Ela não era nem magra, nem gorda, estava no ponto, e seu bumbum era redondinho e sem nenhuma marca. Ela começou a estudar os hábitos do professor, e descobriu que todos os dias, no meio do intervalo, ele se dirigia até a cantina para comprar um doce.

Ela deu um jeito de ir para escola com um desses shortinhos que está na moda mostrar a polpa da bunda, amarrou a blusa na cintura porque estava o maior calor, e, na hora do intervalo, conseguiu ficar bem na frente do Paulo, na fila da cantina. Ele percebeu aquela aluna fresquinha na sua frente, mas como amava muito sua mulher, se controlou para não ficar encarando.

Quando a cremastistofilia dá as caras

Quando chegou a vez dela, ela pediu um monte de coisa e não tinha dinheiro para pagar. Com a maior cara de pau do mundo, ela olhou para o professor e disse “Paulinho, tem como você pagar para mim e depois eu te dou o dinheiro?”.

Estava plantada a semente. Paulo tinha o maior tesão em ser extorquido, tanto que quando sua mulher queria sexo e ele não estava a fim, bastava ela levá-lo ao shopping e obrigá-lo a pagar um monte de coisas para ela, sempre com uma atitude dominadora. Vai entender, né?

Pois bem, pagar aquele monte de doces e salgadinhos para a Carmen foi a perdição de Paulo. A partir daquele momento, ele comeria na mão daquela adolescente. Se ela quisesse fazer o professor de gato e sapato, ela faria.

Foi então que depois da reunião de pais daquele mês, Paulo estava em sua sala, lendo e corrigindo algumas provas quando Carmen chegou, entrou e trancou a porta. Sem dizer uma palavra, ela subiu no colo dele, desabotoou três casas da camisa do professor e começou a beijar e lamber seu pescoço. Como estava cheiroso!

Ele, sem reação, tentava se conter em vão. A menina se comportava de forma dominadora, dizia, entre besteiras, “vou precisar te amarrar? Você ainda não entendeu que é o meu empregado e que quem manda aqui sou eu? Cala essa boca e me beija”.

Em vez de Paulo ficar enfurecido, se sentia cada vez mais a fim daquela aluna que descobrira seu ponto fraco. Depois de uns bons amassos, mão aqui, boca ali, mão lá, boca acolá, a menina ordenou que ele lhe desse dinheiro para pegar um taxi para ir para casa. Ele, desconcertado, deu. E descobriu-se cada vez mais atraído por Carmen.

Que achou do conto? E a cremastistofilia? Intrigante, você não acha? Que tal dar uma opinião abaixo… Compartilhe com seus amigos. Estou certa de que muitos iriam gostar.

 

 

 

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.