Scroll Top

Terapeuta Ensina Potencializar Seu Relacionamento – É Grátis!

Sexo não convencional com plateia

A maior comunidade para Sugar Daddy e Sugar Baby do Brasil

Sexo não convencional com plateia

Sexo não convencional com plateia

Comecei a escrever um compilado de situações diferentes, que envolvem sexo convencional e que são histórias as quais realmente aconteceram comigo.

Está tentando apimentar a sua relação? Então aproveita a minha experiência e pegue algumas dicas na segunda parte do artigo. Para ler o primeiro, clique aqui.

Sexo não convencional com plateia

Essa história é bizarra e ao mesmo tempo excitante. Um dia ainda pretendo repetir a dose, se o Julio estiver a fim.

Estávamos nós dois na fila do cinema para assistir a um filme qualquer, acesos como nunca; seria mais adequado estarmos na fila do motel.

Ficávamos nos provocando e trocando olhares com pensamentos nada católicos um para o outro, medindo um ao outro e trocando beijos um tanto quanto calientes demais.

Acho até que incomodamos muita gente aquele dia.

Do nada veio um homem alto, loiro e de olhos azuis – maravilhoso mesmo, sério -, pediu desculpas pela invasão e disse que tinha nos achado o casal mais delicioso que ele já havia visto e jogou na lata que queria assistir uma transa nossa. Naquele dia mesmo.

Comentou que era dono de uma das lojas do shopping e estava disposto a fechá-la no meio do dia para que nós pudéssemos transar gostoso para ele assistir.

O Julio ficou meio apreensivo no começo, mas eu adorei a ideia. Sempre quis “seduzir” alguém enquanto estivesse me pegando com o Ju, sei lá, fantasia minha.

Eu o convenci que seria uma experiência única, então ele topou. Saímos da fila do cinema e fomos para a loja do moço. Não trocamos nem nomes, ele mesmo queria que tudo permanecesse anônimo.

Ele quis atuar um pouco. Eu chegaria na loja, buscando determinado produto e o Julio viria atrás, como se não me conhecesse, me agarraria e transaríamos como se não fôssemos um casal mesmo. E assim fizemos.

Depois que o Julio chegou, o moço abaixou a porta da loja e se sentou em uma das poltronas.

O Ju foi pegando gosto pela situação de sexo não convencional e me agarrou forte, chupava e mordia meu pescoço enquanto eu olhava para o nosso voyeur, gemendo alto.

Foi uma experiência muito doida e muito legal, principalmente porque até hoje nem sei o nome do cara.

E mais interessante ainda é que eu pensei que ele fosse querer entrar na dança em algum momento, mas não; ele realmente queria apenas assistir a nossa sintonia. Foi muito excitante, de verdade.

Uma posição não convencional

O sexo é um pouco limitado em alguns aspectos, quando estamos acima do peso. Por outro lado, pode ser libertador, já que as pessoas têm muito mais área para sentir prazer.

Digo isso por experiência própria, já que pesava cem quilos com um e setenta de altura há um ano, e resolvi fazer uma reeducação alimentar para melhorar de vida.

O Ju sempre foi atlético e musculoso, mas para tudo tem limite; é claro que ele não conseguia me levantar num abraço ou mesmo para tentar posições novas no sexo.

Porém, depois que emagreci, ele ficou capaz de me segurar em seu colo para transarmos.

Ele fica em pé, me apoia na parede e vai com tudo. Gente, é sensacional.

Se alguém me perguntasse porque valeu a pena perder peso, eu diria que por isso.

Não se trata de sexo não convencional, mas muito pouca gente faz essa posição, mesmo sendo levinha e o namorado fortão.

Aproveitem, porque é muito bom, de verdade.

 

Desculpe, os comentários deste artigo estão encerrados.

1 Comentário

    Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
    entre em contato com o suporte.