Scroll Top

Terapeuta Ensina Potencializar Seu Relacionamento – É Grátis!

Tantra: uma filosofia deliciosa

A maior comunidade para Sugar Daddy e Sugar Baby do Brasil

Tantra: uma filosofia deliciosa

Tantra: uma filosofia deliciosa

Você já ouviu falar em tantra? Provavelmente sim, quando o assunto é sexo tântrico. Sempre tive curiosidade para saber o que era, e agora que aprendi, resolvi escrever um artigo especial para vocês, explicando direitinho e, é claro, apimentando um pouco o texto com experiências minhas e do Julio.

Antes de tudo: de onde vem, o que é, o que ensina? O tantra veio lá da Índia, pelo que se tem notícia, e é uma filosofia. Não tem muito a ver com religião, como o pessoal costuma achar, e quando praticado direitinho pode ajudar muito uma pessoa, tanto dentro da vida sexual quanto fora dela.

Tantra: uma filosofia deliciosa

O tantra ensina que nós temos ligações entre o corpo, a mente e o espírito e que através de meditação, massagens ou mesmo sexo, é possível sentir essas ligações e fazer contato com o universo através das energias trocadas nos chakras.

Sexo tântrico e os chakras

De acordo com a doutrina indiana, nós temos 7 chakras que acompanham a linha da coluna vertebral. Seres humanos normais – que não praticam meditação nem estão muito ligados à essa filosofia – têm o poder de controlar o triângulo inferior dos chakras básicos. Os chakras são pontos sensoriais ou centrais de energia, basicamente.

Os três que pertencem ao triângulo inferior ficam localizados, respectivamente, entre o ânus e os órgãos genitais, nos órgãos genitais propriamente ditos e no plexo solar (região do umbigo).

O chakra localizado entre o ânus e os órgãos genitais é reconhecido como o ponto de equilíbrio, é responsável por proporcionar segurança e força interior. Quando esse ponto está em harmonia, desenvolve saúde, sucesso e estabilidade. Quando não, pode causar insegurança, violência e raiva.

Já o chakra presente nos órgãos genitais oferece desejo, beleza e tolerância, e quando está em desequilíbrio provoca ciúmes, problemas na bexiga e disfunções sexuais, como a ejaculação precoce.

O terceiro chakra do triângulo inferior controla as sensações de energia, humor, poder pessoal e autoridade. Na parte negativa, comanda o medo, o ódio e problemas digestivos. O engraçado é que toda vez que nós estamos com medo ou raiva, dá um negócio na barriga mesmo, já repararam?

Energias sexuais

A filosofia tantra prega que a energia sexual é de extrema força, e muitas vezes nós a subestimamos. Não estou aqui para fazer vocês se converterem ao hinduísmo e acreditar na filosofia tantra, mas quero que vejam as coisas boas que essa filosofia pode trazer para vocês.

Eu sei muito bem que tem muita mulher por aí que mal sabe o que é chegar ao orgasmo. Não é culpa de vocês, eu também já passei por isso, mas orgasmo é tão bom gente, que não dá para ficar sem. Uma vez que você gozar, vai querer gozar o tempo inteiro.

De acordo com o tantra, chegar ao orgasmo é se conectar com as forças e as energias do universo, atingindo um tipo de iluminação – a mesma que algumas pessoas conseguem ao meditar.

A sensação é de paz, prazer e tranquilidade, serenidade; imagine sentir isso toda vez que você transa: uma sensação intensa e contínua de prazer, e em seguida uma serenidade sem fim.

Não podia faltar Julio e eu

Conforme ia lendo textos e escrevendo um projetinho com tópicos sobre o que eu ia contar para vocês, o Julio chegou em casa e disse que estava estressadíssimo. Me pediu uma massagem para relaxar e já pensei comigo “é agora que vou testar esse negócio de sexo tântrico”.

No tantra tem uma coisa chamada massagem tântrica, em que nós analisamos nossos pontos sensoriais e descobrimos onde sentimos mais prazer, o que fazer para estimular esses pontos e, apesar de ter bastante intimidade com o Ju, eu nunca tinha feito isso com ele. Sei das partezinhas que ele mais gosta que eu toque, mas havia ainda algumas regiões inexploradas do corpo dele.

Foi então que eu sugeri: “Amor, vamos tentar uma coisa diferente nessa massagem? Eu vou fazendo e você vai dizendo onde é mais gostoso o toque e como eu posso estimular mais prazer em você”. Ele topou na hora, e durante a massagem acabou percebendo que os lugares onde ele sente cócegas podem ser transformados em pontos que ele sente um prazer intenso, tudo depende da forma com que eu estimulo.

Se eu fosse muito rápido nas orelhas, por exemplo, ele sentia cócegas, mas se fosse subindo com os dedos ou com a língua do pescoço até as orelhas ele até respirava mais fundo. Sucesso estrondoso, porque eu sempre quis dar prazer para ele dessa forma, e achava que ele é que não conseguia sentir prazer, isto é, transformar as cócegas em prazer.

O resultado foi ótimo; fiquei uma boa meia hora massageando todo o corpo dele, descobri pontos em que jamais tinha imaginado – nem ele, eu suponho – que o Julio ia sentir tesão.

Depois de fazer a massagem nele, ele quis me agradecer fazendo um oral dos deuses em mim. Começou pela boca e foi descendo até o destino final e ficou ali também uma boa meia hora.

Vocês devem estar pensando “mas só aí já deu uma hora e vocês nem transaram ainda!”, mas é isso mesmo. Sexo tântrico não pode ter pressa para acabar. Trata-se de um acúmulo de energias que vai preenchendo todo o seu corpo, até chegar ao ápice, que é o orgasmo, e sentir tudo aquilo que falei lá em cima.

É óbvio que nem sempre dá para a gente fazer sexo de forma tântrica, porque ele é mais demorado. Mas sempre que houver um tempinho, experimente você também. Ele pode até resolver o problema da ejaculação precoce, gente! Alô maridos! Prestem atenção nisso, hein? Vocês não vão se arrepender.

Bom, depois que o Ju fez aquela meia horinha de sexo oral, nós transamos bem gostoso, no tapete felpudo da sala. Uma última dica: varie os lugares em que vocês transam, é muito mais gostoso explorar outros ambientes da casa. Super recomendo!

468x60a

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.