Scroll Top

Terapeuta Ensina Potencializar Seu Relacionamento – É Grátis!

Travestofilia traduz transfobia

A maior comunidade para Sugar Daddy e Sugar Baby do Brasil

Travestofilia traduz transfobia

Travestofilia traduz transfobia

Quando vi que deveria escrever um texto sobre esse tema, sinceramente fiquei transtornada. Para quem não sabe, o termo travestofilia ao pé da letra significa excitação sexual por travestis e transexuais, “homens que vestem roupas de mulheres e vice-versa”.

Cheguei ao ponto de encontrar transfobia até mesmo na comunidade médica. Mas vamos lá.

Você deve estar pensando aí, mas o que tem a ver a transfobia com um distúrbio sexual? Acontece que sentir atração por travestis e transexuais não deveria ser considerado um distúrbio sexual, até porque ser uma pessoa trans só caracteriza uma identidade de gênero.

A comunidade psiquiátrica está comparando a atração sexual por travestis à compulsão sexual por animais, por exemplo, já que a zoofilia é uma parafilia.

Entendem agora o tamanho absurdo? Está na hora das pessoas começarem a aceitar que nem todo mundo é igual, que cada um se entende de um jeito, e nem sempre uma pessoa que nasce com um pênis será um homem.

Confesso que é sim complicado, temos muito para aprender e devemos ter todo o cuidado para nos comunicarmos com as pessoas trans.

Existe todo um movimento social com suas próprias terminologias e conceitos, os quais precisamos respeitar e considerar.

Travestofilia traduz transfobia

Vamos supor você que está aí lendo este texto, é um homem que nasceu com um pênis e se chama Carlos.

Imagine que na consulta médica, você está Carlos, com barba, bigodão, dois metros de altura, vestido de homem e quando chega a sua vez chamam uma tal de Juliana e é esse o nome que te deram quando você nasceu?!

Não é porque uma pessoa tem um pênis que necessariamente ela se entende como homem, e não é porque uma pessoa nasceu com uma vagina que ela se curvará ao título de mulher.

Atualmente no Brasil a classe trans luta para simplesmente ser chamada pelo nome que escolheu e ser tratada como mulher ou homem, dependendo de como se identifica. Parece complexo, mas na verdade não deveria ser.

Se uma pessoa se veste como uma mulher, usa acessórios de mulher, fala como uma mulher, usa maquiagem, cuida do cabelo como uma mulher, o que mais ela deveria ser senão uma mulher?

Um outro fator importante: identidade de gênero e orientação sexual são duas coisas diferentes. Essa parte era a que mais me confundia, porque perceba: identidade de gênero é a forma como a pessoa se enxerga; uma mulher que tenha vagina é uma mulher cis, uma mulher que tenha pênis é uma mulher trans – um homem que tenha pênis é homem cis, e um homem que tenha vagina é um homem trans.

Tudo isso sem levar em consideração a orientação sexual, que é por qual identidade de gênero essa pessoa se sente atraída.

Por exemplo, se um homem tem pênis e gosta de homens, ele continua sendo um homem cis, assim como um homem que gosta de mulheres.

Portanto, um gay e um hetero podem ambos ser homens cis, porque a identidade de gênero não tem nada a ver com a orientação sexual.

Difícil, né? Essa parte é complicada mesmo, mas com jeitinho a gente entende.

De qualquer forma, o que eu gostaria de passar aqui é o seguinte: esse negócio de travestofilia é a maior furada. Você não tem um distúrbio mental se sente atração sexual por pessoas trans, sejam homens ou mulheres.

Numa entrevista com uma travesti, ela disse o seguinte: imagine que mágico seria você conversar com uma pessoa sem saber quais genitais ela tem, e não se importasse com isso? Essa transfobia toda precisa acabar, porque todo mundo merece respeito, então comece agora.

Qual sua opinião sobre esse assunto? Que acha de expressá-la e fazermos dessa nossa pequena comunidade um ponto de discussões sobre a sexualidade humana. Vamos expressar nossas opiniões…. Comece agora e deixe seu comentário abaixo.

 

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.